Óleo essencial de lavanda: da planta ao óleo essencial

Óleo Essencial de Lavanda: Confira este artigo que preparamos explicando tudo que você precisa saber para utilizar o produto.

SAÚDE EMOCIONAL SAÚDE FÍSICA SAÚDE MENTAL

8 min read

A lavanda (Lavandula sp.) é uma das plantas mais famosas do mundo. Ela é muito conhecida pela sua bela cor lilás e seu cheiro marcante, mas agradável.

Entre suas utilizações, podemos citar a principal sendo através do seu óleo essencial para a aromaterapia, mas também como cosmético, medicamento, planta ornamental e até como iguaria culinária!

A planta é típica da região mediterrânea e do norte da África, das Ilhas Canárias e da região arábica. A palavra “lavanda” vem do latim “lavare”, que significa “lavar”. Isso porque a planta era muito usada para banhos destinados a purificar a mente e o corpo, principalmente na Pérsia, em Roma e na Grécia Antiga. Além disso, no Egito Antigo, o óleo essencial de lavanda era muito utilizado para colaborar no processo de mumificação.

Existiam ainda os usos medicinais para a lavanda. Os povos antigos realmente a aproveitavam para reduzir a ansiedade e a depressão, assim como para eliminar o mal estar, as náuseas, as dores de cabeça e até a insônia!

Com o passar do tempo, diversos outros usos foram descobertos e estudados. É por isso que atualmente, o óleo essencial de lavanda é a sua forma mais utilizada. Afinal, a aromaterapia consegue beneficiar diversos aspectos da vida, como a saúde e o bem estar.

Se você quiser apreciar a beleza da lavanda e o seu inconfundível odor, pode visitar Gramado, no Rio Grande do Sul, e Cunha, em São Paulo. São nessas cidades que os campos de lavanda mais famosos do Brasil se encontram.

No texto de hoje, nós iremos explicar mais sobre como plantar a lavanda. Também falaremos bastante sobre o seu óleo essencial: como ele é extraído, seus benefícios, como usar e mais informações super relevantes. Então, acompanhe a gente até o final para descobrir tudo!

Como plantar a lavanda?

Se você gostou de tudo o que falamos da lavanda até agora e quer tentar plantá-la, este tópico é para você! A seguir, vamos apontar alguns fatores essenciais para que você consiga plantar a lavanda da melhor forma possível. Veja:

Solo

O solo para a plantação da lavanda não pode estar encharcado de água. É preciso que exista um bom sistema de drenagem. Se você quiser plantar lavanda em vaso, adicione pedras no fundo do recipiente e use solos que não sejam tão argilosos.

Clima

A lavanda é uma planta bem resistente a climas variados. Por isso, você pode plantá-la em regiões que tenham geadas ou temperaturas muito quentes.

Irrigação

É preciso ter muito cuidado com a irrigação da lavanda, pois ela não gosta de um solo encharcado, mas também não é fã de um solo sem umidade. Depois de 30 dias plantada, ela já estará com as raízes mais fundas e com isso as regas podem ser menos regulares.

Iluminação

A lavanda precisa ser iluminada pela luz do sol direta por 5 horas ao dia, no mínimo. Por suas origens mediterrânicas, a planta gosta muito do sol. Quanto mais luz solar ela receber, mais óleo essencial de lavanda será produzido.

Plantio

As mudas escolhidas para o plantio devem ser estacas bem verdes que não tenham folhas amareladas e sejam de um pé de lavanda que possuam uma boa ramificação. Cada estaca precisa ser plantada com pelo menos 10 cm de comprimento entre elas. Para impulsionar o seu crescimento, você pode podá-la acima de três dedos a partir da bifurcação dos talos – faça isso no outono.

Como o óleo essencial de lavanda é extraído?

Agora que você aprendeu sobre a lavanda e o seu plantio, está na hora de entender como o óleo essencial é extraído dela. Antes disso, é importante lembrar que os óleos essenciais são substâncias extraídas diretamente das plantas.

Isso significa que elas são super concentradas e 100% de origem vegetal. Por isso são bem mais saudáveis do que outros produtos feitos com químicos prejudiciais ao ambiente e ao organismo.

Graças à aromaterapia, que é a técnica natural de usar o aroma e suas partículas liberadas para estimular várias áreas do cérebro, os óleos essenciais ganharam muito mais espaço na rotina das pessoas.

Não é algo somente esotérico, como muitos pensam. Na verdade, sua eficácia está comprovada por estudos científicos que mostram como a aromaterapia realmente é eficiente para aliviar ansiedade, estresse e outros problemas.

O óleo essencial de lavanda é extraído a partir da destilação a vapor. Nesse processo, o vapor d’água é passado entre as folhas da flor, e isso faz com que ele arraste o óleo contido no interior das glândulas da lavanda até o condensador, o que extrai o óleo essencial. É um processo livre de produtos químicos e técnicas que prejudicam a naturalidade do produto final.

Óleo essencial de lavanda: para que serve?

O óleo essencial de lavanda é um dos mais famosos do mercado por conta de suas incríveis vantagens para a vida das pessoas. Muitas dessas vantagens já foram estudadas e comprovadas como eficientes pela ciência. Outros benefícios podem não ter sido tão estudados, mas ainda sim são protagonistas de muitos relatos aliviados por parte de quem utiliza a essência.

Dê uma olhada abaixo para ver quais são os principais benefícios e entenda porque o óleo essencial de lavanda é tão querido:

1 - Reduz a dor das cólicas

Um estudo publicado no Journal of Alternative and Complementary Medicine (Periódico da Medicina Alternativa e Complementar), em 2006, chegou à conclusão que o uso tópico do óleo essencial de lavanda (assim como o de sálvia e rosa) foi eficiente na redução de dores menstruais.

No estudo, o uso tópico ocorreu através de uma massagem no abdômen, com duas gotas do óleo de lavanda, uma de sálvia e uma de rosa.

2 - Diminui os efeitos dos transtornos de ansiedade

Outro estudo estadunidense, de 2017, publicado pela The Mental Health Clinician, chegou à conclusão que o óleo essencial de lavanda tem efeitos benéficos para ajudar no tratamento contra os transtornos de ansiedade.

Logicamente que o uso do óleo essencial não substitui o tratamento médico, mas ele pode servir muito bem como um complemento aos métodos principais indicados pelos profissionais de saúde.

3 - Ajuda a promover uma boa noite de sono

Muitas pessoas utilizam o óleo essencial de lavanda em difusores de ambiente para que o cheiro poderoso da lavanda possa ajudá-las a dormir tranquilamente. De fato, assim como a lavanda colabora para reduzir a ansiedade, ela também pode proporcionar relaxamento e uma boa noite de sono, evitando a tão desgastante insônia.

4 - Age contra a dor de cabeça

Este benefício é um dos mais populares. Afinal, com a vida ocupada e estressante que a maioria das pessoas leva, é muito comum ter dor de cabeça regularmente. O óleo essencial de lavanda ajuda a prevenir e a reduzir aquela dor de cabeça chata causada por razões estressantes, momentos de tensão e até desidratação.

5 - Atua no combate à caspa

Colocar algumas gotas de óleo essencial de lavanda em máscaras de tratamento capilar ou cremes anti caspa e massagear a mistura no couro cabeludo pode ser eficaz na prevenção da caspa, assim como ajuda a impulsionar a circulação sanguínea e a relaxar.

6 - Colabora no tratamento da acne

Este óleo é um dos mais poderosos para tratar a acne. Isso porque ele bloqueia as bactérias que estão mais propensas a causar infecções na pele. Além disso, a lavanda ajuda a trazer equilíbrio para a secreção do sebo cutâneo, assim como diminui as chances do desenvolvimento de cicatrizes.

Para usar no rosto, lembre-se de nunca aplicar o óleo essencial diretamente na pele! Você deve misturar algumas gotas do óleo em algum creme próprio para a face. Dessa forma, a lavanda dá uma força bônus ao produto e ajuda a proteger ainda mais a sua pele.

Óleo essencial de lavanda: como usar?

Óleo Essencial de Lavanda

Depois de aprender mais sobre as principais vantagens que o óleo essencial de lavanda pode proporcionar à sua vida, você deve estar se perguntando qual é o melhor modo de aproveitar os efeitos do produto. Na verdade, existem várias formas de usufruir os benefícios, tudo depende do seu maior objetivo.

A seguir, nós fizemos uma lista com algumas das principais maneiras de usar o óleo. Confira:

  • Na inalação: para isso, você irá precisar de um aromatizador, pode ser elétrico, de varetas, pessoal ou com velas. Basta adicionar de 3 a 5 gotas do óleo de lavanda no seu aromatizador de escolha. Isso deixará o ambiente mais tranquilo e equilibrado.

  • No escalda-pés: uma das formas atuais mais populares de relaxar é fazer um escalda-pés. Para isso, você deve adicionar 5 gotas do óleo essencial de lavanda em 500 ml de água morna. Além de desestressar, esse método também te ajuda a aproveitar bem o sono.

  • Na massagem: outra excelente maneira de relaxar e ter momentos de paz é adicionar 2 gotas do óleo de lavanda em 1 colher de sopa de óleo vegetal para massagear alguma área de seu corpo (evite o rosto).

  • No banho: para quem tem banheira, basta aplicar de 3 a 4 gotas do óleo essencial de lavanda em 1 colher de sopa com leite na água da banheira. Quem não tem banheira pode pingar 2 gotinhas no chão do box, ligar o chuveiro e aproveitar o aroma que será levantado com a água.

Pode misturar o óleo essencial de lavanda com outros óleos essenciais?

Sim! O óleo de lavanda é bem versátil e pode ser misturado com diversos outros óleos essenciais, especialmente aqueles advindos de cítricos. Misturar as essências de lavanda com laranja ou bergamota pode ajudar muito a reduzir o estresse e proporcionar mais tranquilidade.

Essa mistura também pode ser ótima para quem deseja meditar. Para fazê-la, basta colocar 5 gotinhas de cada óleo em um aromatizador e aproveitar os benefícios dos aromas combinados.

Existem contraindicações para o óleo essencial de lavanda?

No geral, os óleos essenciais são bem seguros se usados da forma certa e com o óleo essencial de lavanda isso não é diferente. A maior contraindicação é para quem tem muitas alergias ou sensibilidades, já que a lavanda tem um risco moderado para alergia. Dessa forma, o nível máximo indicado para uso na pele é de 0,1%.

Um ponto muito importante sobre o óleo de lavanda é que ele é considerado o único óleo essencial seguro para ser usado durante a gravidez. Mesmo assim, o ideal é que ele seja utilizado com cuidado e em uma concentração pequena. Nesse caso, o indicado é que o óleo seja usado junto a outros cremes especializados para massagear os pés, assim como em difusores de ambiente. No entanto, adicione somente 1 gotinha e não permaneça mais de 20 minutos inalando o óleo.

Vale lembrar que você nunca deve usar o óleo essencial de lavanda (ou qualquer outro óleo essencial) diretamente na pele. Por ser uma substância super concentrada, o produto pode causar manchas, irritações e alergias na pele.

É importante reforçar que procurar um aromaterapeuta ou profissional de saúde antes de comprar algum óleo essencial é sempre uma boa decisão se você possui alguma doença ou condição especial.

Viu como a natureza sempre pode nos ajudar de forma saudável e carinhosa? O óleo essencial de lavanda é uma alternativa que não agride o meio ambiente e o seu corpo. Pelo contrário, ele beneficia diversas áreas da sua vida e complementa até tratamentos médicos. Além disso, o seu aroma delicioso proporciona um ambiente pacífico, agradável, confortável e cheio de personalidade.

Quer comprar o óleo essencial de lavanda com condições especiais e preços justos?

Você pode contar com a Faume para isso! Nós temos os melhores óleos essenciais, 100% naturais e com qualidade e procedência garantidas.

Além disso, sempre temos ofertas para produtos diferentes e preços especiais para São Paulo.

Acesse agora mesmo nossa loja. É só clicar aqui e conferir tudo o que podemos lhe oferecer!

Ficou com dúvidas? Entre em contato conosco por qualquer um de nossos canais de atendimento.

Aproveite também e veja este vídeo do Dr. Dayan Siebra sobre o uso de óleos essenciais.

Até o próximo artigo!

Camila Miranda | Faume